Caminhos cruzados
Tom Jobim / Newton Mendonça
 
 
A7M
  A7
  D7M
  Dm6
  A7M
  A7
  D7M
  Dm6
 
2
4
f, 7M, 3, 5
  f, 7, 3, 5  
f, 5, 7M, 3
f, 5, 6, m
 
f, 7M, 3, 5
  f, 7, 3, 5   f, 5, 7M, 3  
f, 5, 6, m
   
  Quando um cora- ção que es- tá can- sado de so- frer, en- contra um cora- ção tam- bém can- sado de so- frer, é  
  Que to- lo fui eu que em vão ten- tei ra- cioci- nar nas coisas do a- mor que ninguém pode expli- car!    
                               
A7M   Em/m   F#7   Em/m   Gm6   D7M/3   Fº(b13)    
f, 7M, 3, 5
 
f, 7, 3, b13
 
m, f, 5, f
f, 7, 3, 5
 
m, f, 5, f
  f, 6, m, 5   3, f, 5, 7M
f, b7, m, b13
   
tem- po de se pen- sar,     queo a- mor   pode de re- pente che- gar!      
                                 
A7M   A7   D7M   Dm6   A7M   A7   G#m7   C#7(b9)
   
f, 7M, 3, 5
 
f, 7, 3, 5
f, 5, 7M, 3
f, 5, 6, m
 
f, 7M, 3, 5
  f, 7, 3, 5   f, 7, m, 5  
f, 3, 7, b9
   
  Quando e- xisteal- guém que tem sau- dade de outroal- guém e esse outroal- guém não enten- der,        
                                 
D7M   B/3   C#7M   F#7(b13) D7M/3   Gm6   D7M/3   Fº(b13)
 
f, 5, 7M, 3
 
3, f, 5, f
 
f, 5, 7M, 3
f, 7, 3, b13
 
3, f, 5, 7M
  f, 6, m, 5   3, f, 5, 7M  
f, b7, m, b13
   
  deixe esse novoa- mor che- gar,   mes- mo que de- pois   seja im- prescin- dível cho- rar!      
                                 
D6   B/3   Em/m   Gm6   D7M/3   Fº(b13)   A7M   A7M    
f, 5, 6, 3
 
3, f, 5, f
m, f, 5, f
f, 6, m, 5
 
3, f, 5, 7M
  f, b7, m, b13   f, 7M, 3, 5  
f, 7M, 3, 5
   
  Vem nós dois va- mos ten- tar: um novo a- mor   podea sau- dadeapa- gar!        


Before printpedromfelix@clix.pthttp://pedro-felix.planetaclix.pt/harmonias/songpages.html